Alesp ocupada: Capez não quer mais CPI da Merenda

2016-05-06 00:00:00 | Comentários:

Quando foi líder da bancada petista na Assembleia Legislativa, Geraldo Cruz propôs a CPI da Merenda para investigar as denúncias que envolvem políticos e outros nomes do alto escalão do governo Alckmin.

Geraldo Cruz tem uma história de combate à corrupção. "A CPI é justamente para apurar de forma transparente quem são os inocentes e quem são os culpados. Precisamos dar uma satisfação para a sociedade. É inadmissível que os que roubaram merenda das escolas continuem impunes", explicou o deputado.

Desde a última terça-feira (03/05), alunos de escolas públicas ocupam o plenário Juscelino Kubitschek pedindo a abertura imediata da CPI. “Esta movimentação toda dos estudantes é espontânea e natural. Os jovens nos mostram que não é possível se conformar com injustiça e impunidade. O Capez assinou a CPI, por que agora não quer negociar com os meninos?”

Fernando Capez (PSDB) é o atual presidente da ALESP e um dos investigados pelo Ministério público. Ele foi citado em depoimentos de pelo menos duas testemunhas da Operação Alba Branca. Em fevereiro Capez declarou aos jornais que ele mesmo instalaria a CPI, porém, agora voltou atrás e disse que CPI não serve para nada.

“O poder da CPI não é punir, mas prestar contas à sociedade através de uma investigação transparente e aberta para que todos possam acompanhar os trabalhos”, explicou Geraldo Cruz. CB

Comentário

Envie seu comentário

Erros no formulário