Embu deixou de ser a cidade do crime

"Antes do Geraldo Embu era conhecido no Brasil como a cidade do crime"

Seu Antônio Pereira

Descentralização dos equipamentos de segurança e políticas sociais reduziram a violência em Embu. Na Alesp, propôs levar essa iniciativa para todo o estado

Seu Antônio Pereira de Lima, 68 anos, mora há 36 anos na rua Maiuassu. Ele lembra que Embu era conhecida como cidade do crime e relata que isso só mudou durante o governo de Geraldo Cruz na prefeitura. Seu Pereira recorda que a violência era tão corriqueira no município que se tornou comum a desova de vários cadáveres na mesma rua.

“O Embu era conhecido no Brasil como a cidade do crime. Geraldo Cruz trouxe a Guarda Municipal e o Batalhão de Polícia. Antes dele, no dia que não tinha três quatro mortos era um milagre. A matança era direto. As pessoas andavam armadas na rua e não tinha polícia. Agora tá bom, mas antigamente era uma luta”, conta.

Nordestino natural de Pernambuco seu Pereira costuma ser arredio quando o assunto é política. Diz sem medo que sempre achou os políticos mentirosos, mas completa em seguida que conheceu dois honestos: “O Lula e o Geraldo Cruz merecem confiança. O Lula mudou o Brasil e o Geraldo mudou o Embu”, completa.

A vitória do governo de Geraldo Cruz sobre a violência se deu graças à implantação de políticas públicas de inclusão, mais investimento em educação, políticas para a juventude e descentralização dos equipamentos de segurança.