Bancada do PT na Alesp contra o aumento do ICMS

2015-11-11 00:00:00 | Comentários:

Inicia-se hoje (11), em sessão extraordinária da Assembléia Legislativa de São Paulo, as discussões para sobre o projeto do governo estadual de aumento do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). A proposta do governador Geraldo Alckmin (PSDB) de aumentar as alíquotas do ICMS de cigarro e cerveja encontrou resistência até mesmo na base governista.

Enviado pelo Palácio dos Bandeirantes no dia 28 de outubro as discussões foram até aqui adiadas por iniciativa da Bancada do PT, liderada pelo deputado Geraldo Cruz. Mas, o tema é delicado até para o PSDB, que programaticamente é contra o aumento da carga tributária e se posicionou no Congresso contra o aumento da CPMF. 

Para Geraldo Cruz, aumentar impostos não é a melhor maneira para garantir a arrecadação do estado, “é preciso buscar maneiras de impedir a sonegação e garantir que o montante arrecadado chegue realmente aos municípios”.

Caso a proposta do governo estadual seja aprovada integralmente, a alíquota da cerveja passaria de 18% para 23%, enquanto a do cigarro subiria de 25% para 30%. Para a bancada oposicionista, a decisão do governador de aumentar o ICMS é irresponsável, pois, não foi feito um estudo para avaliar o impacto da medida sob o desemprego.

 

Comentário

Envie seu comentário

Erros no formulário