Bancada de Alckmin na Assembleia Legislativa extingue Fundap

2015-11-04 00:00:00 | Comentários:

A Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou nesta terça-feira (3) o projeto de lei 39/2015, do governador Geraldo Alckmin (PSDB), que extingue a Fundação do Desenvolvimento Administrativo (Fundap), fundada em 1974. O texto foi aprovado por 46 votos a favor e 14 contra.

A bancada do Partido dos Trabalhadores, liderada pelo deputado estadual Geraldo Cruz, votou contra a extinção. Segundo o deputado “ao contrário do que o Palácio dos Bandeirantes tem divulgado, o fechamento da Fundap representa um enorme prejuízo para a população paulista. A Fundap como fundação vinculada ao governo, tinha a missão de ampliar a eficiência da administração pública por meio da formação de recursos humanos, consultoria organizacional e pesquisa aplicada ao setor público”, explicou. 

Em vídeo apresentado pelo deputado estadual Carlos Neder, presidente da Frente Parlamentar em defesa da Fundap, diversos tucanos de alta plumagem defenderam a existência da Fundação.

A campanha de Geraldo Alckmin prometia na página 48 do seu plano de governo “universalizar os programas da Fundap voltados para a capacitação e oaprimoramento dos servidores públicos”. Segundo o líder do PT, “bonitas palavras vazias, como vem sendo o costume deste governo”.

A Fundap contava com 320 funcionários em seu quadro. Destes, 140 serão realocados em outros órgãos governamentais. Outros 50 já tinham se desligado há um mês e os 130 restantes ainda serão dispensados.

Além da Fundap, somente este ano já foram extintos outros órgãos, como a Sutaco, CPTUR, Ceret e o Cepam.

 

Comentário

Envie seu comentário

Erros no formulário