"A Polícia de SP não esclarece 98% dos crimes que acontecem no Estado"

2015-08-12 00:00:00 | Comentários:

Na EntrevistaLD da semana, ao falar sobre a investigação do atentado ao Instituto Lula, o parlamentar frisou que a Polícia só esclarece 2% dos crimes

Paraibano de nascimento e paulista por vivência, Geraldo Cruz iniciou a sua militância nos movimentos sociais e populares, em especial nas Comunidades Eclesiais de Base (CEBs), em Embu das Artes, cidade da grande São Paulo onde por 14 anos foi vereador. Em 2000, foi eleito o primeiro prefeito petista de Embu, cargo para o qual foi reconduzido em 2004. Em 2010, foi eleito deputado estadual e reeleito na eleição seguinte. Em 2015, Geraldinho, como é conhecido, foi escolhido líder da bancada petista na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

Em entrevista ao Portal para a Rádio Linha Direta, o parlamentar falou sobre a intolerância, o ataque ao Instituto Lula, sobre a importância do Plano Estadual de Educação, a situação da segurança pública no estado e chamou atenção para as áreas mais importantes que o governo Alckmin não investe.

Ao comentar os recentes atos de ódio e intolerância, o deputado avalia que uma pequena parcela da população, incomodada com o resultado das eleições, age contra o PT, pois não aceita o sucesso das políticas implantadas nos governos Lula e Dilma. "Não que ela tenha raiva de nós, eles têm raiva do que nós fizemos no Brasil. Esse ódio não é do PT, é do que o PT fez de inclusão, do que nós fizemos, de dar oportunidade para as pessoas pobres, dar oportunidade para as famílias mais pobres para poder colocar um filho na faculdade, para uma empregada domestica poder colocar a filha dela na faculdade", diz

De acordo com o parlamentar, esses atos não atingem apenas o PT. "Eles também atingem a democracia”, frisa.

Perguntado sobre como a Polícia Civil do Estado de SP está apurando o atentado contra o Instituto Lula, Geraldo diz: “Nós vivemos no estado que é o mais rico da federação e temos a polícia mais despreparada que é de São Paulo. A polícia de São Paulo só não esclarece crime como esse, como não esclarece 98% dos crimes que acontecem em São Paulo”, afirma.

Geraldo Cruz adiantou que no segundo semestre a bancada petista na Alesp vai debater o Plano Estadual de Educação, o orçamento estadual para 2016 e vai cobrar que o Governo Alckmin pare de tratar a população com descaso. Ele chamou atenção para as áreas mais importante que o governo paulista não investe. “Acreditamos que a melhor forma de fazer com que a sociedade paulista perceba que quando falta água é por que o governo do estado de São Paulo não fez investimento na Sabesp. (...) A sociedade e o povo precisam entender que, quando falta remédio no posto de saúde, é por que o governo de São Paulo não gasta com saúde, não investe em saúde. A sociedade precisa saber quando o seu filho está mal na escola que não tem professor é porque o governo do PSDB não gosta de gente e não investe nessas áreas que consideramos mais importantes", ressaltou.

Ao final da entrevista, o líder da bancada deixou um recado para a militância no Estado e sobre a aproximação da bancada com os movimentos sociais. "Eu acredito que com os movimentos sociais na rua e a bancada fazendo a interlocução na Assembleia Legislativa acho que aumentamos a pressão e potencializamos para que nós possamos construir um projeto futuro para São Paulo", destacou o deputado.

Ouça a íntegra da entrevista

 

Comentário

Envie seu comentário

Erros no formulário