Alckmin extingue SUTACO e deixa artesões na mão

2015-05-07 00:00:00 | Comentários:

 

A bancada tucana da Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou o Projeto de Lei encaminhada pelo governador Geraldo Alckmin que extingue Superintendência do Trabalho Artesanal nas Comunidades – SUTACO. O Partido dos Trabalhadores se posicionou contra o fechamento por acreditar que sua atuação, vinculada à Secretaria Estadual de Relações do Trabalho, tem importante impacto social para artesãos de todos os municípios do Estado, viabilizando a comercialização de produtos.

Apesar da SUTACO vir beneficiando desde a década de 1970 algo em torno de 80 mil pessoas, o governo estadual se recusou a organizar audiências públicas ou debates para  escutar a sociedade, funcionários ou os próprios beneficiários das políticas públicas executados por esse órgão.

Como líder da Bancada do PT na Alesp, Geraldo Cruz se posicionou radicalmente contra a extinção. “Só na Estância Turística de Embu das Artes temos mais de 500 artesões. Destes, pelo menos metade são inscritos na SUTACO e, além de surpresos, estão se sentindo traídos por seu fechamento”, explicou o deputado.

Deputados petistas propuseram medidas para minimizar o dano desta posição intransigente do governo, e apresentaram alternativas como a Emenda em que alterava a proposta de extinção para transferência de secretaria. A Emenda que buscava passar a responsabilidade do órgão para a Secretaria de Desenvolvimento Social foi derrotada em plenário obrigando a Bancada do PT votar contra o projeto que não irá economizar recursos significativos e trará prejuízos a um trabalho desenvolvido por décadas. CB

Comentário

Envie seu comentário

Erros no formulário