Propinoduto Tucano: PT cobra investigações efetivas sobre rombo do Cartel Tucano no Metrô e na CPTM

2014-01-22 00:00:00 | Comentários:

A Bancada do PT na Assembleia Legislativa reafirma a necessidade de efetiva investigação para desvendar a dimensão do rombo nas licitações do Metrô e na CPTM e o envolvimento de agentes públicos e políticos das gestões do PSDB em São Paulo, no esquema que desvio milhões dos cofres públicos.

Na avaliação do líder da Bancada do PT na Assembleia Legislativa, deputado Luiz Claudio Marcolino, a participação do Poder Legislativo através de uma CPI poderá dar celeridade e esclarecer os fatos de envolvimentos de agentes do Estado, que têm sido cobrados inclusive pelo governador Geraldo Alckmin.

“A CPI possibilita coleta de documentos, acareação entre os investigados, quebra de sigilo bancário, telefônico, entre outros meios que favorecem a apuração rápida e eficaz, para isso, basta o governador liberar sua base de sustentação na Assembleia e a investigação se inicia”, ponderou o líder petista.

Marcolino destaca ainda, que a Bancada do PT acompanha o escândalo e busca meios de apuração desde 2008, com inúmeras iniciativas, como pedido de CPI, requerimentos de informações enviados aos órgãos do Estado - seja CPTM, Metrô, secretarias de Estado.

Ao longo desses anos, o PT requereu no Parlamento a presença de gestores, secretários, lobistas, testemunhas para serem inquiridos pelos deputados; encaminhou mais de 15 representações aos Ministérios Públicos Estadual e Federal, entre outras medidas, para que fossem investigados os esquemas de fraude que há décadas sangram os cofres públicos de São Paulo.

A Bancada do PT na Alesp é formada por 24 deputados e deputadas: Adriano Diogo, Alencar Santana, Ana do Carmo, Ana Perugini, Antonio Mentor, Beth Sahão, Carlos Neder, Edinho Silva, Enio Tatto, Geraldo Cruz, Gerson Bittencourt, Hamilton Pereira, Isac Reis, João Antonio, João Paulo Rillo, José Zico Prado, Luiz Claudio Marcolino, Luiz Moura, Marco Aurélio, Marcos Martins, Professor Tito, Rui Falcão, Simão Pedro e Telma de Souza.

Fonte: Imprensa PT ALESP

Comentário

Envie seu comentário

Erros no formulário