Geraldo Cruz apoia reivindicações dos marceneiros

2013-07-31 00:00:00 | Comentários:

O deputado Geraldo Cruz participou, no dia 27 de julho, do 20º Seminário Preparatório para a Campanha Salarial 2013-2014, promovido pelo Sindicato dos Oficiais Marceneiros do Estado de São Paulo. O encontro, realizado na sede do sindicato em Mongaguá (SP), reuniu aproximadamente 200 pessoas.

Convidado para falar sobre a atual conjuntura nacional, Geraldo Cruz destacou a importância das manifestações populares realizadas no país em junho. Segundo o parlamentar, o recado concreto dado pelas ruas é de que os representantes dos governos – municipais, estaduais e federal – devem estar mais atentos às reivindicações populares. O deputado lembrou, por exemplo, que os gastos com a construção de estádios para a Copa do Mundo foram um bom exemplo de como os representantes populares precisam estar mais afinados com a realidade do povo brasileiro.

“Sou a favor da Copa no Brasil, mas não posso admitir que se construa estádio de futebol em Manaus (AM), por exemplo, quando sabemos que após a Copa o estádio será pouco usado.” Geraldo lembrou ainda que, enquanto arenas esportivas suntuosas se multiplicam no país, os hospitais públicos continuam com atendimento precário.

Geraldo Cruz falou também sobre a questão da violência. O parlamentar, citando dados da Secretaria estadual da Segurança, lembrou que apenas 10% dos crimes cometidos no Estado são esclarecidos, uma mostra de que é preciso fazer muito para melhorar a segurança em São Paulo. Sobre esse assunto, o parlamentar lembrou a ação da imprensa paulista, que sempre dá destaque para os crimes cometidos por menores de 18 anos, quando eles representam apenas 1% dos delitos. “É necessário estar atento para as armadilhas da imprensa, que procura passar a ideia de que a redução da maioridade para 16 anos é a solução para a segurança no País, quando todos nós sabemos que para melhorar a segurança são necessárias inúmeras ações do poder público”, destacou o deputado.

Marceneiro por formação, Geraldo Cruz fez questão de deixar claro que apoia as reivindicações da categoria. No seminário, os marceneiros debateram as principais reivindicações da categoria para este biênio: alimentação no local de trabalho ou ticket refeição para toda a categoria; reposição das perdas salariais; aumento real de salário já; participação nos lucros e resultados; redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais sem redução do salário; desenvolvimento com distribuição de renda e salário justo; trabalho decente e manutenção do emprego.

Comentário

Envie seu comentário

Erros no formulário