Temer, Parente e tucanos impõem caos ao país

2018-05-24 00:00:00 | Comentários:

Trânsito caótico e bloqueio total das duas pistas da rodovia Régis Bittencourt marcaram as primeiras horas desta quinta-feira, 24, nos municípios de Taboão, Embu, Itapecerica e região. Foi impossível chegar ao trabalho, escola, faculdade ou qualquer outro compromisso.

 

Em poucos dias de greve de caminhoneiros autônomos e transportadoras colocaram os governos Federal e Estadual de São Paulo de joelhos.

 

Os caminhoneiros protestam contra o preço do diesel e os altos custos do pedágio pelo 4º dia seguido.

 

Em Embu das Artes, os dois sentidos da rodovia Régis Bittencourt estão totalmente bloqueados na altura do trevo com o Rodoanel, no km 280. O trecho é o mesmo onde ocorreram as manifestações nos dias anteriores.

 

O trânsito no local está totalmente fechado, caótico e nem os motoqueiros estão passando nos bloqueios. Já há relatos de desabastecimento nos postos de combustível na região e abusos de preços em outros. Uma leitora do Jornal na Net relatou que a situação estava um verdadeiro caos nas primeiras horas da manhã.

 

“Imagina o caos! Eu estou travada aqui na altura da Liotécnica, os caminhoneiros deixaram a faixa dos carros aberta, porém os perueiros fecharam tudo. Mais a frente tem gente fechando e eu estou com as crianças aqui no carro. Não sei o que fazer!”, ela relata.

 

A viação Miracatiba tirou de circulação os ônibus da linha 032 (Pinheiros- Parque Paraíso) e há a possibilidade de retirada de outras linhas. Um dos coletivos teve o pneu dianteiro furado pelos caminhoneiros que bloqueiam as duas pistas da BR. O motorista do ônibus tentou um “atalho” pra desviar do bloqueio e os manifestantes furaram o pneu em retaliação.

 

Além de caminhoneiros, professores trabalhadores das escolas privadas de São Paulo fizeram em greve no dia de ontem  e outros setores ameaça cruzar os braços como a Federação Única dos Petroleiros (FUP).

 

Para o deputado estadual, Geraldo Cruz, que também é morador de Embu das Artes que foi uma das cidades da grande São Paulo a ser mais afetada com a greve, “chegamos ao fim do poço do governo Temer. Em dois anos eles conseguiram quebrar o país com a ajuda dos tucanos. Eles nunca souberam administrar o país e isto fica evidente”.

Com informações de Jornal na Net

Comentário

Envie seu comentário

Erros no formulário