Projeto de Lei reafirma sentido humanitário de paulistas

2017-07-05 00:00:00 | Comentários:

 

A aprovação do PL 1313, de 2015, na última reunião da Comissão de Constituição e Justiça antes do recesso de julho na Alesp, veio em momento oportuno. O Projeto institui o Programa Estadual de Acolhimento de Refugiados no Estado do São Paulo, facilitando a adaptação dos estrangeiros na vida social, no mercado de trabalho e, no caso das crianças, na vida escolar do estado.

Recentemente a capital paulista foi palco para cenas de violência em uma manifestação contra a nova Lei de Imigração aprovada no Senado. Entre outros pontos, o projeto aprovado em abril em Brasília prevê que os princípios da política migratória brasileira serão pautados pelos direitos humanos, repúdio à xenofobia, ao racismo e à não criminalização da imigração.  

 Considerando que a cultura brasileira é resultado de processos imigratórios dos quatro cantos do mundo,  estas idéias não deveriam encontrar resistência, mas surpreendentemente nem todo mundo esta de acordo com essas idéias, movimentos discriminatórios como estes ocorridos recentemente em São Paulo devem ser reprimidos cotidianamente para que não cresça na sociedade ideologias que vivem do ódio e a violência.

Em resposta a crise humanitária mundial, que assola países inteiros como a Síria, o projeto assinado por toda bancada petista na Assembleia reafirma o compromisso paulista de ser destino acolhedor para aqueles que sofrem com a guerra e a fome em seus países independentemente de seus credos religiosos e origem racial.

Saiba mais sobre o projeto: http://www.al.sp.gov.br/propositura/?id=1279913

Comentário

Envie seu comentário

Erros no formulário