Fim da aposentadoria pública: a conta do absurdo!

2017-03-15 00:00:00 | Comentários:

A mudança nas regras e nos cálculos da aposentadoria, elaborada pelo governo de Michel Temer, mais conhecida como REFORMA DA PREVIDÊNCIA PÚBLICA, vai reduzir os benefícios da aposentadoria e impulsionar a previdência privada, favorecendo bancos, empresários e instituições privadas, prejudicando todos os trabalhadores e, principalmente, as mulheres.

Se aprovada a “reforma”, a aposentadoria com 100% do benefício só será conquistada para quem atingir 49 anos de contribuição, número praticamente impossível de ser alcançado pela população brasileira.

Além dos 49 anos de contribuição, será exigido uma idade mínima para se aposentar, que será 65 anos, tanto para homens, quanto para mulheres, sejam urbanos ou rurais, sem distinção das dificuldades diferentes que cada classe passa e suporta durante toda uma vida trabalhando e contribuindo com impostos altíssimos.

Ou seja, de acordo com a reforma, para você se aposentar aos 65 anos (idade mínima) e ter contribuído durante 49 anos (para conseguir 100% dos benefícios), será necessário começar a trabalhar aos 16 anos de idade e não parar durante um único mês. Uma conta absurda e fora da nossa realidade.

LEIA MAIS:
> Deputado Geraldo Cruz se encontra com Lula para discutir políticas estaduais

E tem mais, a ideia que está sendo vendida pelo governo, de igualdade entre homens e mulheres na idade para se aposentar, não leva em consideração à dupla ou tripla jornada que as mulheres possuem com os afazeres domésticos e na criação dos filhos. Isso aumenta o preconceito e a violência de gênero, elevando a exclusão feminina e as injustiças sofridas pelas mulheres em toda sua vida profissional e social.

O atraso social é grande, é como voltar aos tempos de escravidão, quando os negros tinham promessa de liberdade se chegasse aos 60 anos, mas jamais chegariam por conta das péssimas condições de vida. O governo Temer tenta viabilizar a reforma, dizendo existir um rombo nos cofres públicos. Na realidade, a reforma que está sendo proposta torna o acesso à aposentadoria praticamente impossível, fazendo com que a população desacredite no Estado e procure planos caros de previdência privada.

Abaixo, apresentamos um quadro com a expectativa de vida de alguns locais de Embu das Artes, Taboão da Serra, Embu-Guaçu e Itapecerica da Serra. Existem bairros onde a expectativa é de apenas 69 anos. Com a idade mínima para aposentadoria fixada em 65 anos, em média, algumas pessoas vão desfrutar pouquíssimos anos de seus direitos.

EXPECTATIVA DE VIDA EM ALGUMAS CIDADES DA REGIÃO CONISUD:

 

Bairros

Cidade

Expectativa de vida

Jardim Magali

Embu das Artes

69 anos

Jardim Pinheirinho

Embu das Artes

69 anos

Jardim Castilho / Jardim Flórida

Embu das Artes

69 anos

Jardim Santa Maria / Vila Bonfim

Embu das Artes

69 anos

Rodoanel

Embu das Artes

69 anos

Valo Verde

Embu das Artes

69 anos

Vila Olinda

Embu das Artes

69 anos

Vila Regina

Embu das Artes

69 anos

Conjunto Habitacional Primavera

Itapecerica da Serra

70 anos

Parque Festa Peão Boiadeiro

Itapecerica da Serra

70 anos

Valo Velho

Itapecerica da Serra

70 anos

Parque Pinheiros

Taboão da Serra

71 anos

Cipó : Estrada Embu-Cipó

Embu-Guaçu

71 anos

Comentário

Envie seu comentário

Erros no formulário