Dois pesos, duas medidas. O tratamento da mídia com as delações da Odebrecht

2016-12-09 00:00:00 | Comentários:

Não é novidade que, em geral, a grande mídia e os meios de comunicação em massa fazem perseguição ao PT de forma escancarada. Na matéria da edição de hoje da Folha de SP, intitulada "Odebrecht delata caixa 2 em dinheiro vivo para Alckmin", ficou acentuada a forma diferenciada e mais "leve", de como são tratadas pelo jornal as delações feitas contra o PSDB.

Quando se tem delações contra o PT, toma-se proporções exageradas e se quer se preocupam em reportar o "outro lado" da história, algo essencial e básico, que qualquer estudante de jornalismo tem como uma de suas primeiras lições.

Pois é justamente essa a preocupação da Folha de SP na matéria desta sexta-feira, 9. O subtítulo "Outro Lado" traz entrevistas do próprio Alckmin se defendendo, alegando que os fundos das suas campanhas para governador em 2010 e 14 estão "dentro do que determina a legislação eleitoral", como o próprio tucano diz.

E MAIS:
Participe da plenária do deputado Geraldo Cruz

A expectativa é de que as próximas delações da Odebrecht revelem a corrupção em todos os níveis dos governos tucanos. A sujeira está saindo debaixo do tapete

 

Leia a matéria completa no link abaixo:

Odebrecht delata caixa 2 em dinheiro vivo para Alckmin

Comentário

Envie seu comentário

Erros no formulário