Geraldo Cruz discute projetos para melhoria da educação  

2016-05-17 00:00:00 | Comentários:

O deputado estadual Geraldo Cruz promoveu no último sábado, 14/05, um encontro de educadores da rede pública de educação de Embu das Artes.

A reunião tem como objetivo diagnosticar os principais obstáculos que os profissionais de educação encontram para a melhoria de sua atuação, bem como discutir propostas de políticas públicas capazes de vencê-los.

Entre as dificuldades relatadas pelos presentes, a ausência de um projeto de formação continuada para todos os trabalhadores de educação foi uma das mais citadas.

Outra queixa dos educadores, ouvida pelo deputado Geraldo Cruz, foi sobre a atenção quanto à educação especial inclusiva.

Quando Geraldo Cruz foi prefeito de Embu das Artes entre 2001 e 2008, foi criado o SAEDE, que conta com salas especiais de apoio ao atendimento de crianças portadoras de dificuldades especiais, e a presença preciosa de auxiliares de sala de aula. O programa deu tão certo que foi copiado para o Brasil todo através do Ministério da Educação nos governos Lula e Dilma.

O deputado Geraldo Cruz explicou que o atendimento as crianças e jovens portadoras de deficiência devem ter caráter prioritário. “Hoje essas crianças tem possibilidades reais de inclusão. Não é possível que estes problemas sejam tratados apenas como das mães”, afirmou.

Sobre os tramites que correm na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), Geraldo Cruz falou sobre a necessidade urgente de votar o Plano Estadual de Educação. A proposta deveria ter sido aprovada em junho do ano passado, como estabelecido pelo Plano Nacional de Educação, sancionado em 2014. “A Alesp vem falhando no seu papel de legislar. A importância do Plano está nas metas de educação para os próximos 10 anos, e que deveriam nortear as políticas públicas do governo”, explicou o deputado.

Para dar continuidade às idéias surgidas na reunião, os participantes montaram grupos de trabalhos temáticos que se encontrarão nos próximo dia 4 de junho para apresentarem suas conclusões. Todos os trabalhadores de educação da cidade de Embu das Artes estão convidados para participar.

 

 

Comentário

Envie seu comentário

Erros no formulário