Em entrevista Padre Jaime elogia atuação de Geraldo Cruz em Embu das Artes

2016-04-06 00:00:00 | Comentários:

O homem que iniciou Geraldo Cruz na política acredita que o petista terá dificuldades na disputa pela prefeitura de Embu das Artes por causa dos “erros do PT”, mas que “pelo passado dele, também pelo presente, merece credibilidade, confiança”.

Padre Jaime Crowe, 71, reconhecido no país pelo trabalho social que realiza, participou da criação do Partido dos Trabalhadores e afirma que “todos somos contra a corrupção” e que temos “dois pesos e duas medidas” no atual cenário da política.

O religioso concedeu entrevista ao portal VERBO ONLINE, onde falou sobre a Operação Lava Jato, Impeachment e as eleições municipais de Embu das Artes.

VERBO ONLINE – O padre Alberto Gambarini [de Itapecerica da Serra] disse que golpe é nomear o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a Casa Civil [para ter foro privilegiado].

Padre Jaime Crowe – [Sorrindo] Não é, não. Ele nem sabe o que fala, [como simpatizante do] PSDB, não entende dessas coisas – ele é peessedebista desde nascença. Não é golpe, não. Ele [Lula] é uma figura boa, um importante articulador, um político que tem história, que muito tem feito o bem para o Brasil, e vai fazer mais ainda.

VO – Como o sr. vê o PT sendo alvo da Operação Lava Jato, que investiga corrupção no governo, capitaneada pelo juiz Sérgio Moro?

Padre Jaime – Acho que todos nós somos contra a corrupção, venha de onde vier. E tem que ser tirada da política, de modo especial. Mas têm que ser investigados todos, não só um lado da moeda. O que a [empreiteira] Oderbrecht doou para os outros partidos foi legal, o que foi doado para um partido [o PT] foi ilegal? Então, são dois pesos e duas medidas, o que não podemos aceitar. Existe corrupção? Existe. Tem que pôr fim a isso, mas tem que pôr fim em todos os lados. Tem que olhar também que [a tentativa de inviabilizar o governo] é um golpe do capitalismo internacional, que tem que ser analisado. Não é só no Brasil [internamente] que está acontecendo.

VO – Há base constitucional para o impeachment da presidente Dilma Rousseff?

Padre Jaime – Não tem base legítima, ela não cometeu nenhum erro [corrupção]! Tudo indica que não tem base legítima e legal para isso. A Constituição tem que ser respeitada.

VO– Como o sr. vê a articulação de políticos, especialmente do PSDB, em torno do PMDB de Michel Temer [que ainda não tinha desembarcado do governo] para um eventual governo no caso de afastamento de Dilma?

Padre Jaime – O PMDB, nos últimos anos, tem sido um partido em cima do muro, e entre os mais corruptos de todos, vai para onde ganha mais, só vai com interesse e quer o poder a qualquer custo. Quando é oportuno está do lado do PSDB, quando não, está do lado do PT. O grande problema na política brasileira são essas alianças espúrias. Enquanto não tivermos uma reforma política que corrija essas distorções, não vamos para lugar nenhum. Não só política, precisamos de reforma agrária, reforma em todos os lados. Enquanto isso, só vemos a desigualdade aumentar, os ricos ficando cada vez mais ricos. E eles querem mais ainda do bolo, não admitem as reformas, não participam. PMDB e PSDB têm colaborado em não deixar aprovar as coisas nesse sentido.

VO – Qual a opinião do sr. sobre a interceptação da conversa telefônica do ex-presidente Lula com Dilma e o vazamento do diálogo?

Padre Jaime – O juiz Moro, desde o início, tem se mostrado um juiz partidário, não um juiz objetivo [técnico], mas tendo olhos, pegando um lado só. Eu acho que foi um crime, é criminoso divulgar ligações secretas. A presidente tem que ser respeitada! No momento que divulgou, ele se mostrou um grande oportunista também.

VO– As investigações da Lava Jato devem influenciar as eleições municipais neste ano, por exemplo, em Embu das Artes, onde o sr. atuou? O [pré] candidato do PT [Geraldo Cruz] deve ter dificuldades?

Padre Jaime – É lógico que [a operação] vai influenciar, vai ser mais difícil para todos os candidatos do PT, porque aí entra a mídia, que está lançando todo o fogo em cima de um partido só de modo especial, em cima do PT, que está queimando. A mídia está especialista nisso – quer queira, quer não, a maior informação, que a maioria do povo tem, vem da Globo. Portanto, [os candidatos do PT] nas eleições em Embu e no país vão sofrer por causa disso.

VO– Dessa forma, quais as chances de Geraldo Cruz ao se lançar candidato a prefeito?

Padre Jaime – Geraldinho, pelo passado dele, não somente, também pelo presente, merece credibilidade. Fez uma ótima administração nos dois mandatos que teve [2001-04 e 2005-08], tirou Embu da miséria, colocou Embu no mapa [do desenvolvimento], merece toda confiança, não tem nada a provar contra ele – por enquanto, pelo menos.

VO– Quando o encontrei o sr. [momentos atrás], perguntei se continuava sendo [partidário] do PT, defendendo o PT [após as denúncias de corrupção].

Padre Jaime – Eu participei da criação do PT, trabalhei em apoio ao PT nesses 36 anos em que existe, respeito [o partido]. Lógico, tem erros. Até comparo com a minha Igreja, católica, santa e pecadora. Se a Igreja tem todos os desafios que tem, do Evangelho e da cruz do próprio Cristo, o que esperar que um partido político vai ser? Perfeito? Perfeito não vai ser, sempre vai ter os aproveitadores, como temos na Igreja e em todas as instituições. O importante é que os que são do bem superem os que querem se aproveitar do partido.

VO– Mas a Igreja Católica vive uma fase de renovação, com o papa Francisco. E o PT?

Padre Jaime – O papa Francisco mesmo admite e assume que está muito difícil retomar os rumos da Igreja [primitiva – servidora], fazê-la entrar no eixo. O papa, você sabe melhor do que eu, tem muita oposição a ele dentro da Igreja, até aqui na nossa Diocese de Campo Limpo.

VO– O PT está numa situação melhor?

Padre Jaime – O PT está sendo apontado [investigado] e vai sair da fogueira mais renovado. Dizemos que os sistemas que caem em crise saem dela fortalecidos. E o PT vai sair dessa fortalecido… [Padre Jaime vai indo embora] Se Deus quiser!

VO – É otimista…

Padre Jaime – Sou! Sou! O futuro é nosso.

Link original: http://www.verboonline.com.br/apesar-dos-erros-do-pt-geraldo-merece-confianca-afirma-mestre-padre-jaime/

 

Comentário

Envie seu comentário

Erros no formulário