Raquel Trindade recebe a Medalha Theodosina Ribeiro na ALESP

2016-03-28 00:00:00 | Comentários:

Por iniciativa da deputada estadual Leci Brandão (PCdoB/SP), a ativista cultural, escritora e artista plástica, Raquel Trindade, recebeu na manhã de hoje, 28, a Medalha Theodosina Ribeiro 2016, na Assembleia Legislativa de São Paulo (ALESP).

A homenagem é um justo reconhecimento à contribuição de Raquel Trindade ao conhecimento e vivência da cultura afro-brasileira. Raquel é a filha primogênita do grande poeta Solano Trindade, e é considerada uma das maiores guardiãs do conhecimento da cultura negra no Brasil. É ainda Fundadora em Embu das Artes, cidade onde mora, do Teatro Popular Solano Trindade e da Nação Kambinda de Maracatu.

Para o deputado estadual Geraldo Cruz, que apoiou a iniciativa de Leci Brandão para tornar a Medalha Theodosina Ribeiro parte do calendário permanente da ALESP, “todos os cidadãos de Embu das Artes ficam honrados com esta homenagem. Raquel Trindade e seu trabalho para a preservação da memória de seu pai, o poeta do povo, Solano Trindade, fazem parte da rica história de resistência cultural de nossa cidade”, explica.

Importância da Medalha Theodosina Ribeiro

Nascida em 29 de maio de 1930, na cidade de Barretos (SP), Theodosina Rosário Ribeiro foi a primeira vereadora negra da Câmara Municipal de São Paulo, sendo eleita em 1970 com a segunda maior votação daquele pleito. Em 1974 foi eleita a primeira deputada negra da Assembleia Legislativa do Estado, onde ocupou o cargo de vice-presidente e permaneceu por três legislaturas. Dra. Theodosina é formada em Filosofia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de Mogi das Cruzes e em Direito, pela FMU – Faculdades Metropolitanas Unidas. A filósofa, advogada e ex-deputada se tornou uma referência e estímulo para negras e negros. Depois dela, outras mulheres negras se engajaram na vida pública.

Comentário

Envie seu comentário

Erros no formulário