Geraldo Cruz vai ao Ministério Público cobrar investigação do escândalo da merenda

2016-02-25 00:00:00 | Comentários:

Os deputados estaduais do PT de São Paulo estiveram, nesta quarta-feira (24/2), no Ministério Público paulista com o procurador Dr. Márcio Elias  Rosa, para questionar o andamento das investigações da operação conhecida como Alba Branca, que apura denúncias de corrupção e desvio de dinheiro público da merenda escolar.

Para o líder da bancada do PT, deputado Geraldo Cruz, o Ministério Público tem um importante papel a desempenhar na descoberta dos culpados pela Máfia da Merenda, já que na Assembleia Legislativa os deputados da base de Alckmin vem blindando o governo impedindo a instalação da CPI.

 "Não queremos julgamento precipitado, mas queremos que os culpados sejam punidos”, explicou o deputado que vem liderando as assinaturas para abertura da CPI.

Geraldo Cruz protocolizou um documento solicitando informações sobre a investigação, e sugerindo maior celeridade nos trabalhos devido a gravidade do caso. O promotor se comprometeu a responder o questionamento por escrito, encaminhando para a bancada todas as informações solicitadas.

CPI da MERENDA 

Até o momento a Bancada do PT na Assembleia Legislativa obteve 23 assinaturas de apoio à CPI da Merenda, faltam 9 assinaturas para compor o total de 32. 

Vale lembrar que o deputado Fernando Capez assinou a CPI mas, por ser presidente da Alesp, o voto não é somado.

Quem assinou a CPI:
Alencar Santana Braga, Ana do Carmo, Ângelo Perugini, Beth Sahão, Carlos Neder, Enio Tatto, Geraldo Cruz, João Paulo Rillo, José Zico Prado, Luiz Fernando, Luiz Turco, Márcia Lia, Marcos Martins, Professor Auriel, Teonilio Barba, Carlos Giannazi, Raul Marcelo, Luiz Carlos Gondim, Fernando Cury, Lecy Brandão, Átila Jacomussi, Rafael Silva, Ed Thomas.

Comentário

Envie seu comentário

Erros no formulário