Geraldo Cruz exige que mais pobres tenham acesso gratuito a repelentes contra Aedes aegypti

2016-02-16 00:00:00 | Comentários:

Como parte das ações de seu mandato contra o avanço do mosquito Aedes aegypti, o deputado estadual Geraldo Cruz de entrada na tarde de hoje a indicação para que o governo do estado garanta a famílias de baixa renda o acesso gratuito ao repelente de insetos.

O uso de repelentes vem sendo indicado por especialistas na prevenção das doenças transmissíveis pelo mosquito, principalmente para mulheres grávidas. Porém, o custo destes produtos subiu no mercado devido à grande procura.

Em sua indicação, Geraldo Cruz lembra pesquisa realizada na Unicamp que demonstra que famílias mais pobres estão mais vulneráveis ao contato com o chamado mosquito da dengue.

O mosquito é responsável não só pela transmissão da dengue como também da chikungunya e zika vírus, e vem causando grande preocupação em todos os cidadãos.

“Não é possível que o governo estadual assista o avanço das doenças e espere providência apenas dos municípios. O uso do repelente passou a ser uma necessidade de primeiro grau e é preciso garantir que os mais pobres também tenham acesso a esta proteção”, explicou o deputado. CB

Comentário

Envie seu comentário

Erros no formulário